-

Produzido por Thaís Nicoleti de Camargo, consultora de língua portuguesa da Folha e do UOL, blog discute questões e dá dicas para quem tem dúvidas no emprego da chamada norma culta.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade

Mesóclise é usada em canção de Zé Ramalho

Por Thaís Nicoleti

Os leitores que aceitaram o desafio da mesóclise recebem hoje o resultado dos testes.  Antes, porém, estão todos convidados a ouvir essa colocação pronominal na voz de Zé Ramalho.

É isso mesmo: uma canção da música popular brasileira traz um exemplo de mesóclise. A letra é uma versão de uma composição de Bob Dylan feita pelo bardo da Paraíba. Neste caso, como podemos ouvir, a mesóclise, além de estar gramaticalmente correta, não soa artificial, talvez em parte graças à dramaticidade da voz do cantor.  Segue o trecho da canção (a mesóclise está no trecho 1:22-1:23 do vídeo). Adão portugues em foco

o homem deu nome a todos (os) animais
desde o início, desde início
o homem deu nome a todos (os) animais
desde o início, há muito tempo atrás

viu um animal com tal poder
garras afiadas e um porte
quando rugia, tremia o chão
disse com razão: chamar-se-á leão

 

E agora o resultado do DESAFIO DA MESÓCLISE:

O primeiro passo é separar a desinência verbal do radical do verbo. Vejamos a primeira frase:

Traremos a encomenda amanhã.

Separamos a terminação “-emos” do radical (trar-), lembrando que o radical é a parte que se repete em todas as formas (trarei, trarás, trará, traremos, trareis, trarão).

O segundo passo é escolher o pronome adequado. Para substituir “a encomenda” na posição de objeto direto, usaremos o pronome átono “a” (feminino singular, como “encomenda”).

O terceiro passo é verificar se o radical deve perder uma letra ou não. Como termina em “-r” diante de uma vogal, teremos

Trar + a + emos > Trá-la-emos [sai o “-r” e aparece o “l-” no pronome “a”]

Resposta (a): Trá-la-emos amanhã [não se esqueça do acento de “trá”, que é um monossílabo tônico terminado em “a”]

Agora, é só fazer o mesmo nos outros casos:

Estudarás as lições durante a semana.

Estudar + as [as lições] + ás

Resposta (b):  Estudá-las-ás durante a semana. [veja os acentos!] CARTAZ MESÓCLISE

Na terceira frase, você deveria substituir a expressão “a você” por um pronome. Como se trata de objeto indireto, você vai usar o pronome “lhe”. Assim:

Direi a verdade a você.

Dir + lhe + ei > Dir-lhe-ei

Resposta (c): Dir-lhe-ei a verdade. [ o “-r” de “dir-” é mantido, pois o pronome “lhe” não tem vogal inicial]

Caso quisesse substituir “a verdade” e manter a expressão “a você”, faria o seguinte:

Di-la-ei a você. [sai o “-r” de “dir-” e acrescenta-se o “l-” ao “a”]

Caso quisesse substituir os dois complementos (direto e indireto) ao mesmo tempo, você faria a fusão de “lhe” com “a” (“lha”). Assim:

Dir-lha-ei.

A frase seguinte era esta:

Contaria isso a você se pudesse.

No lugar do demonstrativo “isso”, cabe “o”. Assim:

Contar + o + ia > Contá-lo-ia [sai o “-r” e aparece o “l-” no pronome “o”]

Resposta (d): Contá-lo-ia a você se pudesse.

Finalmente, a quinta frase:

Seria esse/isso o seu fim.

Ser + o + ia > Sê-lo-ia

Resposta (e): Sê-lo-ia o seu fim.

Acertou todas? Muito bem!!

 

 

 

Blogs da Folha