-

Produzido por Thaís Nicoleti de Camargo, consultora de língua portuguesa da Folha e do UOL, blog discute questões e dá dicas para quem tem dúvidas no emprego da chamada norma culta.

Perfil completo

Publicidade
Publicidade
Publicidade

A língua portuguesa no romance digital

Hoje, na Folha, foi publicada uma reportagem acerca do livro “Romance Moderno”, de Aziz Ansari, em que o autor investiga os dilemas dos relacionamentos modernos, mediados pelas mensagens de texto. Embora o autor tenha feito pesquisas em conjunto com um sociólogo, suas conclusões sobre os truques que compõem o jogo do relacionamento não vão muito(…)

O caso do tríplex e do triplex

Alguns leitores têm procurado a Folha para questionar o uso do acento na palavra “tríplex”, que consideram inadequado ou mesmo errado.  Os argumentos dessas pessoas, alguns embalados em julgamentos do tipo “usar tríplex é tosco” ou “usar tríplex é mico”, em geral estão apoiados no fato de outros veículos da imprensa terem optado pela grafia triplex,(…)

A caricatura do feminismo: desserviço à causa das mulheres

Neste Dia Internacional da Mulher, aproveito o ensejo para convidar o leitor a me acompanhar numa reflexão baseada em textos sobre o feminismo que recentemente desencadearam acalorada discussão na internet. A polêmica foi deflagrada por um artigo da atriz Fernanda Torres no blog #AgoraÉQueSãoElas, intulado “Mulher”, que acabou sendo alvo de uma daquelas saraivadas de críticas(…)

“Má-formação” ou “malformação”?

“Má-formação” ou “malformação”? A imprensa tem usado ambos os termos, um ou outro segundo a preferência de cada veículo de comunicação, para explicar à população o que é a microcefalia, anomalia com que podem nascer os filhos de mulheres que tenham contraído o vírus da zika durante a gravidez. Vários leitores têm entrado em contato(…)

O mistério do flá-flu

Com as redes sociais, é inegável que houve um aumento da comunicação escrita entre as pessoas. Isso, entretanto, não quer dizer que tenha havido uma busca de expressão mais sofisticada, fruto de reflexão. Não pretendo aqui tratar do muito que se fala sem pensar, das interpretações apressadas de um texto ou da distorção das ideias(…)

“Que horas ela volta?”

Alguns leitores ficaram incomodados com o título do último filme de Anna Muylaert, em que Regina Casé dá show de interpretação na pele da empregada doméstica Val.  Afinal, não estará faltando um “a” antes do “que”? A resposta é positiva quando consideramos o registro formal do português. Se voltamos às 7h ou às 8h, com(…)

“Versos de Natal”, de Manuel Bandeira, trazem memória da infância

Numa crônica de “Andorinha, Andorinha”, Manuel Bandeira discorre sobre seus poemas de Natal. O texto começa assim: João Condé pediu-me:  — Bandeira, você quer escrever pra mim a história dos seus poemas de Natal? — Vou tentar — respondi. Desobrigo-me da promessa. Em seguida, fala sobre a concepção de seu poema intitulado “Natal”, de 1913,(…)

Blogs da Folha