Rachadinha, rachadona ou rachadão?

Flávio Bolsonaro, senador da República, suspeito de enriquecer na base da “rachadinha”. Foto de Edilson Rodrigues 16 out. 2019/ Senado

Antes era “mensalão” e “petrolão”, no aumentativo, mas agora é “rachadinha”, no diminutivo. Será que estamos pegando leve com a primeira-família brasileira? A questão vez ou outra aparece nas redes sociais à espera de alguma explicação. Há até quem sugira que se passe a tratar do tema usando o grau aumentativo por uma questão, digamos, […]

Leia Mais

Em defesa do neologismo

Bolsonaro recebe fã-clube nos jardins do Palácio da Alvorada – Adriano Machado/ Reuters

“A economia brasileira despiora um tico. ‘Despiora’, sim. Tem de ser na base do neologismo, pois apenas nos recuperamos do infarto geral de dezembro. A carga de energia subiu um pouquinho, 0,7%, sobre fevereiro de 2008, mas foi um crescimento tão fraco como o do já terrível novembro do ano passado.” Em 3 de março […]

Leia Mais

O fígado e o cérebro

Bolsonaro enaltece uso de cloroquina no combate à Covid-19 – Stringer/Jair Bolsonaro no Facebook/ AFP

Na recente polêmica desencadeada por um texto de Hélio Schwartsman, intitulado “Por que torço para que Bolsonaro morra”, entre os muitos pitos que o autor  levou de seus colegas articulistas, chama a atenção o de um deles, que o acusa de ter “argumentado com as vísceras”, nas quais, ninguém duvida, estariam entranhados nossos piores sentimentos. […]

Leia Mais

Educação deve ser antídoto a discurso de ódio

Apoiadores do presidente Bolsonaro são favoráveis a fechamento do Congresso e fim do STF – Pedro Ladeira/ Folhapress

Não há dúvida de que tudo o que atenta contra a liberdade de expressão merece repúdio. Pelo menos em bases racionais, ninguém se atreve a defender o contrário. Essa situação aparentemente cria uma cilada para os defensores da democracia quando postos diante da circulação do discurso de defesa do fim da própria democracia, que aparece […]

Leia Mais

A gramática debochada do ministro

Ministro da Educação começa o ano de 2020 escorregando na ortografia outra vez: seu Twitter, suas regras

A apresentação do ministro da Educação, Abraham Weintraub, no Twitter, “Meu Twitter, minhas regras”, em analogia ao slogan feminista “Meu corpo, minhas regras”, parece dizer respeito até mesmo às regras gramaticais. Suas mensagens continuam denunciando uma embaraçosa falta de intimidade com as letras, ainda mais constrangedora por emprestar um involuntário (?) ar de deboche à […]

Leia Mais

Ministério ‘homenageia’ professor com português claudicante

Mensagem do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações aos professores é constrangedora Eduardo Anizelli/ Folhapress

Passou mais um Dia do Professor. Em meio às frases de reconhecimento da importância da categoria e às homenagens afetuosas, na celebração virtual das redes sociais, apareceu uma mensagem do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações que roubou a cena no Twitter. A peça publicitária do governo, de tão claudicante, parece ter sido produto […]

Leia Mais

Novo livro de Carlos A. Faraco e Eduardo Vieira ensina a escrever na universidade

Sala de leitura na Biblioteca Pública de Nova York Phil Roeder/ Reprodução

Um dos primeiros desafios do estudante universitário é lidar com a rotina de ler e escrever. A quantidade de leituras a fazer, o tempo de executá-las e a sua contrapartida, que é a produção textual, provocam em muitos um impacto inicial, que não raro se alia a dificuldades herdadas de sua vida escolar pregressa. Não […]

Leia Mais

Balbúrdia na ortografia

Abraham Weintraub, ministro da Educação, mais uma vez, desliza na ortografia (Pedro Ladeira 2.mai.19/Folhapress)

O ministro da Educação, Abraham Weintraub, cabulou mais uma aula de português. Neste 30 de agosto, caiu nas redes sociais um ofício assinado por ele em que a palavra “paralisação” aparece duas vezes grafada com a letra “z” e, de quebra, “suspensão” vem com “ç”, o que nos leva a crer que “incitar” com “s” […]

Leia Mais

Cafonice linguística não é critério de avaliação do Enem

A estudante Bruna Rocha Parrado – 8.2.2019 – Rubens Cavallari/Folhapress

Outrossim, destarte, é mister, faz-se necessário, ademais, hodiernamente, de acordo com os fatos supracitados… Quem já tenha corrigido provas de redação de concursos públicos, de vestibulares e mesmo do Enem certamente, em algum momento,  ficou tomado de enfado diante de termos como esses, que remetem a uma formalidade típica de órgãos burocráticos. Seria interessante procurar […]

Leia Mais

‘Conge’ ou ‘cônjuge’: uma questão de registro linguístico

Ministro Sérgio Moro pronuncia “conge” em vez “cônjuge” e chama a atenção nas redes sociais (Pedro Ladeira – Folhapress)

Na segunda (13), abordei aqui a forma como o ministro Sérgio Moro pronuncia a palavra “cônjuge” (“conge”), que a mim (e a muita gente) pareceu, à primeira vista, estranha, dado o grau de escolaridade dele. Tive a impressão de que o conhecimento da palavra e de sua família linguística pudesse contribuir para a escolha da […]

Leia Mais