Declarações não são bravatas

#ELENÃO

“Ai, bota aqui/ Ai, bota aqui o seu pezinho/ Seu pezinho bem juntinho com o meu/ E depois não vá dizer que você se arrependeu!” Não é novidade para ninguém que o candidato favorito ao cargo de presidente da República é pródigo em declarações ofensivas a mulheres, pessoas LGBT, negros, indígenas, pobres etc. Será que […]

Leia Mais

Dize-me (ou diz-me) com quem andas e te direi quem és

Os provérbios ou ditados populares, essas frases anônimas que exprimem uma espécie de verdade universal aplicável a grande variedade de situações, nunca saem de moda. Um dos mais populares é o célebre “Dize-me com quem andas e te direi quem és”, que, no entanto, aparece frequentemente adulterado para “Diga-me com quem andas e te direi […]

Leia Mais

O zero e a negação: “Estou zero preocupado com isso”

Observo com curiosidade como se disseminou uma prática linguística que, até pouco tempo atrás, era bissexta e, por isso mesmo, muito expressiva. Estou falando do uso da palavra “zero”, um numeral, no lugar de uma partícula de negação (pronome indefinido, advérbio ou preposição) ou do adjetivo “nulo”. Em vez de dizer que não estou preocupado […]

Leia Mais

Discernimento e rigor

Otavio Frias Filho (1957-2018), fotografado por Lenise Pinheiro/ Folhapress

Há poucos meses, soube do mal que acometia Otavio Frias Filho. A notícia veio de chofre e assustadora: o estado dele já era grave. Sabia, todos sabíamos, que chegaria prematura a indesejada das gentes, aquela que o poeta Manuel Bandeira, nos seus conhecidos versos, dizia não saber se dura ou caroável. Para quem, como eu, […]

Leia Mais

Como você usa os termos ‘obrigado’ e ‘obrigada’?

Capinha de celular do craque Neymar Jr: ouro 24 quilates

Num dia desses, navegando pela internet, encontrei uma “notícia” já meio velha, que foi nova em 2015 ou 2016, sobre o nosso craque Neymar Jr. O texto falava de seus luxos, tema que sempre desperta curiosidade. Afinal, que destino o garoto dá aos milhões que despencam em suas contas bancárias? Carros, mansões, presentes caros para […]

Leia Mais

De ofensas e elogios

Chamado de “o maior laxante do país”, ministro Gilmar Mendes apresenta queixa-crime contra promotor de Goiás

“O maior laxante do Brasil”. Foi assim que o promotor Fernando Krebs, do Ministério Público Estadual de Goiás, se referiu ao ministro Gilmar Mendes, do STF (Supremo Tribunal Federal). Muita gente deve ter achado graça da metáfora jocosa (Gilmar Mendes solta quem está preso na penitenciária, enquanto o laxante solta o que está preso no […]

Leia Mais

Quem fica quieto na hora do jogo da seleção?

(Andre Penner/ Associated Press)

Posso morrer pelo meu time Se ele perder, que dor, imenso crime Posso chorar se ele não ganhar Mas, se ele ganha, não adianta Não há garganta que não pare de berrar  (Skank)   Dia de jogo da seleção brasileira é quase um feriado nacional. Vamos ficar no “quase”, pois as pessoas ficam divididas entre […]

Leia Mais

Quem quer ser um professor?

Recebi há coisa de alguns dias o link de uma reportagem que, veiculada no programa do apresentador Datena, mostrava as agruras de um professor de história e geografia que completava o salário atuando como catador de papel para fazer face às despesas de uma vida humilde. Quem não viu pode encontrar facilmente o vídeo na […]

Leia Mais

Manchete com título no futuro: a morte calculada

Perdi-me dentro de mim  Porque eu era labirinto,  E hoje, quando me sinto,  É com saudades de mim  (Mário de Sá-Carneiro, poeta e suicida) No último dia 10 de maio de 2018, a Folha, em sua versão impressa, publicou uma notícia cujo título, diferentemente do que ocorre na prática jornalística, continha um verbo no futuro: […]

Leia Mais

A mudança linguística e as normas

Dizer que a língua muda com o tempo já não parece novidade para ninguém. Basta uma breve comparação entre textos de épocas diferentes para constatar isso. É claro que, ao cotejar textos de momentos distantes no tempo, fica mais fácil perceber as diferenças. Difícil, porém, é lidar com a fluidez da língua, com a sua […]

Leia Mais